2020 e algumas mudanças por aqui

O “Queijo” é muito mais do que um simples blog de viagens. É nosso espaço de memórias, diário de viagem e muito, muito afeto. É aqui que postamos nossas experiências, fotos e recordações de algo que tanto gostamos fazer: viajar.

Decidimos criar o blog e compartilhar nossas vivência pelo simples fato de não existir qualquer motivo para não fazê-lo: os amigos comumente nos pediam dicas de viagens, roteiros, etc. e então já o fazíamos no um a um. Por que não dividir tudo o que vivemos, com as dicas e indicações com qualquer pessoa que esteja em busca da informação que talvez tenhamos? Por que não ajudar àqueles que estão elaborando seus roteiros de viagem?

Logo no 1º ano do blog recebemos alguns convites de parceria. E como é que isto funciona? Uma determinada empresa (em geral do setor de turismo ou afim) faz um convite para que possamos utilizar seus serviços sem custo e, em troca, escrevemos para o blog e demais redes sociais do Queijo sobre o serviço. Como um modo de ser honesto com o leitor e com as empresas que nos ofereciam este tipo de permuta, sempre deixamos claro de que só escreveríamos sobre aquilo que realmente gostamos e indicamos. Tanto que, logo no início do blog, criamos uma aba na página intitulada “Políticas d’o Queijo” onde deixamos estas “regras” bem claras, tanto para as empresas que nos ofereciam a parceria, como para os leitores.

Nestes 02 anos de blog vivemos algumas experiências deste tipo e podemos dizer que, em sua maioria, foram positivas. Quando algo não foi tão bom, não publicamos. Nos reservamos ao direito de apenas dizer daquilo que realmente gostamos – não faz sentido não ser honesto com quem lê a gente aqui. 

Conforme o blog foi crescendo, novos convites foram surgindo e a gente já não conseguia mais responder a todos. Somos pessoas comuns, que trabalham e viajam nas férias e pequenas brechas ao longo do ano, então esta demanda começou a ficar pesada pra gente. Em paralelo,  víamos muitos outros blogs produzindo conteúdo sobre os mesmos lugares, passeios, hospedagens para os quais havíamos sido convidados: as empresas, em geral, convidam mais de um blog, justamente para aumentar a divulgação. E isto não é nenhum problema, obviamente. Mas nos fez pensar: “Será que queremos mesmo viver a experiência ou vamos só porque fomos convidados? Se já tem tanta gente bacana fazendo este trabalho de divulgação e nós nem profissionais do ramo somos, vale mesmo a pena fazê-lo?”

E foi a partir destas e outras questões que decidimos que de agora em diante escreveremos aqui somente sobre viagens e dicas de serviços que de fato pagamos e usamos porque nós mesmos escolhemos. Não faremos mais permutas ou parcerias.

Vou contar outros fatores que pesaram em nossa decisão:

1) Começamos a sentir que, embora estivéssemos viajando, estávamos também trabalhando, e esta nunca foi a nossa ideia. 

2) Nós habitualmente temos um ritmo lento na vida, gostamos de turistar devagar, saboreando os momentos e fazendo aquilo que temos vontade. A ideia de ter um roteiro fechado, amarrado e especialmente dirigido não combina com a gente. Então ter que seguir uma programação já previamente feita por um parceiro é bem cansativo pra gente e, mais uma vez, continuamos a nos questionar se realmente queríamos isto para as nossas vidas.

3) Não somos profissionais do ramo, todo este blog é um hobbie. Sequer utilizamos qualquer programa ou empresa para apoiar impulsionamento de postagens aqui ou nas redes sociais, não acompanhamos as estatísticas do Google, ou seja, não dominamos, não conhecemos e nem temos interesse em se aprofundar em estratégias de marketing e etc, algo fundamental para quem de fato trabalha no ramo. Tem blogs e perfis muito profissionais que fazem um trabalho maravilhoso, mas esta não é a nossa praia. Então passou a não fazer sentido pra gente adentrar um “mercado” que não dominamos. Já tem muita gente boa e competente que faz um trabalho sério neste campo.

4) Refletimos sobre o que de fato é essencial para a gente e concluímos que não é viver toda e qualquer experiência, mas somente aquelas que realmente queremos. Com os nossos horários, do nosso jeito. A gente vai, vive, aproveita e depois vem aqui pra contar como foi, passar as dicas legais, com as fotos que fizemos. 

5) Nestes 02 anos de “O Queijo” concluímos ainda que o bem mais precioso que o blog nos deu foram as pessoas. Os amigos que fizemos por aqui, cada pessoa que nos leu e interagiu conosco, cada pedido de dica ou agradecimento que recebemos… faz tudo valer a pena e dá sentido a tudo isto aqui.

Vamos continuar viajando e compartilhando o que acharmos que pode ajudar outras pessoas aqui e nas redes sociais do “Queijo” de um jeito cada vez mais nosso. E se você é uma empresa que quer divulgar seus serviços teremos imenso prazer em indicar amigos e blogs que fazem um trabalho super profissional. 🙂

Que 2020 seja um ano incrível para todos nós!

Compartilhe:

Vanessa Barreto

Psicóloga por profissão, viajante por paixão. Acredito na força dos encontros, na potência das palavras e na beleza das pequenas coisas. Viajar é um modo de existir e de se reinventar e por quê não dizer terapêutico também?