A prática japonesa do Banho de Floresta

Este final de semana resolvemos alugar uma casinha pelo Airbnb no meio do mato na cidade de Brumadinho, a 50 min de BH, para realizar uma prática da qual muito gostamos: o “Banho de Floresta”. Postei nos stories do Instagram uma foto onde estou na prática e perguntei se os leitores conheciam – 79% respondeu que nunca ouviu falar.

Nossa morada este fim de semana, em Brumadinho, Região Metropolitana de BH

A prática é bem simples e consiste em passar algum tempo em contato com a natureza, no mato. Eu gosto de aproveitar estes momentos para praticar Atenção Plena. Respiro de modo consciente, fico em silêncio e escuto os sons da floresta. Quando possível, caminho lentamente e descalça, sentindo o contato da terra com os meus pés.

No Japão a prática é reconhecida pelo Sistema Público de Saúde. Estudos apontam que ambientes florestais promovem menores concentrações de cortisol, menor frequência cardíaca e pressão arterial, maior atividade do nervo parassimpático e do nervo inferior simpático em comparação com os parâmetros coletados em ambientes da cidade.

A gente sabe o quanto o ambiente urbano e sua velocidade exigem dos nossos corpos e cérebro. Gostamos de viajar e conhecer novos lugares e culturas, mas às vezes fazemos algumas viagens assim, pro mato, só pra ficar quietinhos e tomando Banho de Floresta. São pausas necessárias, ao menos para nós.

Aterramento, uma das práticas de mindfulness. Quando dá pra fazer na terra de verdade, melhor ainda 🙂

Como os leitores mais atentos sabem, sou Psicóloga e Leonardo, é Psiquiatra. Gostamos muito de temas ligados à Saúde Mental e Emocional e eu particularmente estudo Meditação Mindfulness e gosto muito de aliar a temática viagem – que considero um poderoso tratamento, ainda vou escrever sobre – com a minha profissão.

Se você nunca tentou, não deixe de experimentar na próxima oportunidade que tiver perto da natureza. É uma experiência revigorante.

Vez por outra devo escrever mais aqui sobre Viagens e Saúde Emocional – eu realmente enxergo no ato de viajar um imenso poder curativo e restaurador.

Leia mais sobre o Banho de Floresta.

Saiba mais sobre Atenção Plena/ Mindfluness.

Sobre a prática de Aterramento.

Atualização: um dia após a publicação deste post, o Canal Meio trouxe a seguinte notícia:

Sons suaves da floresta, como o canto dos pássaros e o vento batendo nas folhas das árvores, são mais relaxantes do que as gravações de meditação, afirma um novo estudo. Os pesquisadores expuseram os participantes a três trilhas sonoras – uma floresta, uma sessão de meditação e um profundo silêncio. Quando solicitados a ouvir os sons da floresta por um minuto, as pessoas se sentiram 30% mais relaxadas e o estresse e a ansiedade diminuíram. Não houve mudança no nível de relaxamento nas outras duas situações. O National Trust encomendou a pesquisa como parte de um esforço para levar mais pessoas a ambientes naturais. Segundo a organização, os 3,19 milhões de hectares de floresta do Reino Unido fornecem um dos lugares mais acessíveis para as pessoas relaxarem. Um quinto das pessoas nunca visita a floresta, diz o documento. Patrick Begg, diretor de atividades ao ar livre e de recursos naturais, disse: “Às vezes, uma simples caminhada, onde você está cercado pelo eco de pássaros é o remédio perfeito para reduzir o estresse”.  

Lindo demais, né? Bora pra floresta! <3

Faça sua primeira reserva pelo Airbnb com nosso link e ganhe R$ 130,00 em créditos em sua primeira viagem. Você não paga nada a mais por isto e nos ajuda a manter o blog no ar. Clique AQUI.

Salve no Pinterest e consulte sempre que quiser

Compartilhe:

Vanessa Barreto

Psicóloga por profissão, viajante por paixão. Acredito na força dos encontros, na potência das palavras e na beleza das pequenas coisas. Viajar é um modo de existir e de se reinventar e por quê não dizer terapêutico também?

Você pode gostar...

13 Resultados

  1. Muito bacana a proposta. Realmente nunca tínhamos ouvido falar. E olha que estamos precisando e muito de práticas como essas. Agradecemos a dica. O texto ficou excelente.

  2. Wladimir disse:

    Estou com a maioria dos seguidores, não conhecia essa prática japonesa de banho de floresta. Adorei saber mais e me interessei bastante para o assunto. Natureza é energia pura, é renovação, é se integrar ao todo. Que lugar incrível você arrumou, heim! Adorei seu post!

  3. Nara disse:

    Vá, ontem falei desse trabalho seu com a Meditação para minha Médica, Hematologista. Vou mandar esse post de vcs pra ela ler agora.

  4. Paula Gabi disse:

    Nossa eu não conhecia esta prática e com certeza deve trazer muitos benéfico! Próxima viagem vou atrás de um matinho para fazer meu banho de floresta! Super apoio você postar mais sobre viagens e saúde emocional! Ahhh e eu estava morrendo de saudades de passar por aqui! Seus posts me evoluem!

  5. Maria Rita disse:

    Sempre amei esse contato com a natureza é sempre tento me programar para viagens desse tipo, mas não conhecia obtermos”banho de natureza”. Amei!

  6. Daniela disse:

    Tô entre os 79% q nunca ouviu falar! Adorei!!!! Já quero fazer tb! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *