Como organizar uma viagem de “Banho de Floresta”

O Banho de Floresta é uma prática japonesa que consiste em passar algum tempo em conexão com a natureza. Trata-se de uma técnica que traz comprovados benefícios à saúde e hoje é recomendada pelo Sistema Público de Saúde japonês. Falamos neste post sobre a prática, comece por ele antes de seguir a leitura aqui.

Assim que postamos sobre a prática aqui e  no nosso Instagram, recebemos muitos comentários e perguntas, e por isto fizemos um segundo post com perguntas e respostas, que você pode ler aqui.

Agora vamos contar do nosso processo de organização para uma viagem exclusiva para a prática:

1) Eleição da data

Como somos trabalhadores “filhos de Deus” como creio que seja o caso da maioria de vocês, habitualmente temos os finais de semana para viajar, fora do período de férias.

Como trabalhamos de segunda a sexta habitualmente nossa viagem para o  “Banho de Floresta tem dois dias, de sexta à domingo.

Imagem de rawpixel por Pixabay 

2) Escolha do local

Idealmente escolhemos casinhas ou chalés pelo Airbnb. Os preços costumam ser mais em conta do que pousada/hotel e tem outro fator importante: costuma ser mais privativo.

Escolho um local preferencialmente mais isolado, que guarde alguma distância da casa mais próxima e que me permita sossego e privacidade. Mas claro, verifico também se é um local que parece ser seguro – no caso do Airbnb é sempre bom ler as avaliações dos hóspedes anteriores.

Olho bem as fotos, vejo se há área de natureza ao redor.

Opto também por locais próximos de BH, no máximo 2 hs ou um pouco mais do que isto de distância.  

Veja AQUI nossas dicas para acertar na escolha do seu Airbnb.

Casinha que alugamos pelo Airbnb para a prática, em Brumadinho

3) Organização da comida

Esta é uma etapa muito importante para o sucesso do nosso final de semana tranquilo. Quando decidimos tirar um final de semana para realmente desconectar de tudo e praticar o Banho de Floresta, ficamos mesmo totalmente indoor, usufruindo do espaço alugado e da natureza ao redor. Levo tudo o que vamos precisar de insumos já de casa, a ideia é entrar na sexta e só sair do espaço no domingo, exceto se houver alguma urgência.

Nós adoramos este tipo de viagem e fazemos com alguma frequência, mas se você não tolera a ideia de ficar 48 hs num mesmo espaço, não há nenhum problema em inserir uma saída para refeição ou passeio no seu final de semana. Contudo lotar o dia de atividades externas pode comprometer a ideia da desconexão com o mundo externo e conexão com a natureza, que é o objetivo maior da prática.

Escrevi um post contando como organizamos nossas refeições ao alugar um Airbnb, e ele pode ser útil aqui também.

4) Organização das atividades na viagem

Ok, vamos ficar 48 hs sem sair do espaço que locamos, a ideia é, no máximo, caminhar pelos arredores, meditar e fazer o “banho de floresta”. Mas não vamos fazer isto o tempo todo, claro. Então sempre levamos: livros, materiais de estudo e notebook (nem sempre, depende do que temos que fazer).

Não costumamos levar, mas se for do seu gosto você pode também levar filmes e músicas para ouvir. 

Imagem de Free-Photos por Pixabay 

5) Organização da pós-semana

Aqui em casa a gente costuma utilizar o final de semana para planejar a semana seguinte: definimos o cardápio da semana (o que faremos no almoço e jantar), fazemos listas de compras, definimos os principais compromissos da semana, etc.

Ficando o final de semana todo fora esta rotina se altera e, para não comprometer meu gerenciamento da próxima semana eu prefiro me antecipar e já fazer isto na semana anterior. A ideia é deixar tudo já organizado para que a gente não se pegue no nosso final de semana de desconexão pensando na próxima semana – só viajamos assim com tudo já organizado, afinal, chegaremos em casa ao final do domingo e eu não quero ter que lidar com nada, só curtir a casa, arrumar pequenas coisinhas e dormir.

Imagem de Mabel Amber, still incognito… por Pixabay 

Questões de segurança

Embora o anfitrião ou a pousada/hotel (se esta for a sua escolha) diga que o local tem wifi tudo pode acontecer e há sempre o risco de ficarmos sem conexão. Há também a possibilidade, especialmente em locais mais isolados, do celular não pegar.

Sempre que viajamos eu mando para minha irmã toda a nossa rota. Envio o link do anúncio do imóvel, o telefone do anfitrião, endereço e aviso quando vou e quando retorno. Aviso também da possibilidade de ficar sem contato. Esta medida é fundamental para que seus familiares ou alguém mais próxima saiba te encontrar em caso de necessidade e ela te deixa tranquilo também para ficar todo o final de semana desconectado com tranquilidade, sabendo que as pessoas mais próximas ficarão tranquilas sabendo onde você está. 

Dou a este dispositivo o nome de contato de segurança. No meu caso é a minha irmã e temos por hábito sempre avisarmos uma à outra sobre viagens e saídas do gênero. Considere criar este hábito também – ter um contato de segurança, a quem você envia todo o seu planejamento. 

Por outro lado, caso poste em redes sociais a sua experiência, evite marcar a localização exata, preferindo marcar a cidade ao invés do nome de um condomínio ou pousada. Não é seguro expor sua localização precisa a um grupo maior de pessoas, especialmente se você está num lugar mais isolado. Marco sempre só o nome da cidade e deixo para dar detalhes depois, quando já estou de volta à minha casa.

Espero que estas dicas te ajudem a planejar um momento de pausa e descanso na sua vida. 


Lembrando que reservando sua 1ª hospedagem no Airbnb com nosso código você ganha um desconto de R$ 130,00. 😀

Fazendo uma reserva no Booking com nosso link você ganha R$ 50,00 para usar em próximas hospedagens. 😉

Salve no Pinterest e consulte sempre que quiser


Compartilhe:

Vanessa Barreto

Psicóloga por profissão, viajante por paixão. Acredito na força dos encontros, na potência das palavras e na beleza das pequenas coisas. Viajar é um modo de existir e de se reinventar e por quê não dizer terapêutico também?

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *