Dica de Airbnb em Monteiro Lobato- SP

Planejávamos visitar São Francisco Xavier no feriado de 07 de setembro, como primeira parada do Roteiro “Eu prefiro as curvas da estrada de Santos“. Obviamente todas as hospedagens estavam bastante caras e imaginamos que a cidade estaria bem mais cheia do que o habitual, afinal “São Xico” é um tradicional destino de final de semana, tanto para casais que buscam o clima frio de montanha, como para famílias e viajantes em busca de descanso.

Vista de dentro do chalé

Não estava em questão gastar muito com hospedagem, então recorremos ao bom e velho airbnb. Lá encontramos um chalé bonitinho na vizinha Monteiro Lobato, a 20 km. Verificamos pelo Google maps e a estrada entre as duas cidades parecia boa, toda asfaltada. Só de se hospedar nos arredores conseguimos uma grande economia na hospedagem. Nosso chalé  custou R$ 105,00 a diária, em pleno feriado! A escolha não poderia ter sido mais acertada.  Além de conseguir uma hospedagem com um preço muito em conta, ficamos num lugar em que sequer parecia ser feriado prolongado. 

O chalé era tipo loft, com cama king size, pequena cozinha e banheiro. Simples, mas bem confortável, bem equipado, limpo e o principal, com muito silêncio. 

A cereja do bolo foi a linda vista para as montanhas, em especial do alto da laje: o anfitrião disponibiliza um colchão de solteiro especialmente para ser levado para lá, então a noite pudemos ver as estrelas e a lua cheia, confortavelmente sentados no colchão. Levamos um vinho, queijos para petiscar e a noite estava completa. A luz da lua clareava as montanhas e era possível avistar todo o contorno da serra, lindo demais!

20170908_093203
20170908_083843
20170908_083754
Vista do jardim na entrada do chalé, com vista para as montanhas.
A última subida de terra e nosso carro, Catarina

A única observação é que o chalé fica na zona rural de Monteiro Lobato, no Bairro do Souza, no alto de uma íngreme ladeira de terra batida. Como o tempo estava seco nosso carro patinou um pouco para subir, mas deu certo. O anfitrião ajudou orientando sobre o melhor modo de subir e ele disse poderíamos também  deixar o carro mais abaixo e subir a pé, pois o  bairro é muito tranquilo e a vizinhança segura.


A laje do chalé, onde colocamos o colchão de solteiro para contemplar a lua cheia. (Cat ao lado). O chalé fica em um nível mais baixo do que o estacionamento, acesso por rampa gramada na lateral direita

Justamente pela localização foi muito bom termos levado mantimentos. Habitualmente o fazemos em nossas viagens, além de termos mais liberdade para cozinhar como gostamos, este hábito reduz e muito nossos custos. No caso deste chalé ainda que o viajante prefira fazer as refeições fora de casa parece ser bem desejável levar ao menos coisinhas para preparos mais simples, caso dê preguiça de sair em algum dia atrás de restaurante.

Link do chalé no Airbnb AQUI

Compartilhe:

Vanessa Barreto

Psicóloga por profissão, viajante por paixão. Acredito na força dos encontros, na potência das palavras e na beleza das pequenas coisas. Viajar é um modo de existir e de se reinventar e por quê não dizer terapêutico também?

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *