O que ver e fazer em Aracaju

Tenho uma amiga muito querida que é de Aracaju. Hoje ela mora em Maceió, mas quando tivemos mais contato, na época em que fazíamos juntas um curso de Especialização no Rio de Janeiro, ela ainda vivia na capital de Sergipe. Por este motivo sempre nutri um grande carinho pela cidade e tinha planos de assim que possível, conhecê-la. Queria muito descobrir o que ver e fazer em Aracaju.

Neste ano fizemos uma viagem de avião para Salvador e partindo de lá, alugamos um carro para conhecer também Maceió, Aracaju e voltar a Recife, outra cidade onde também temos amigos.

A orla de Aracaju da janela do nosso quarto, no Hotel Go Inn

Intempéries de viagem

Como nem sempre tudo dá certo nas viagens, Aracaju acabou ficando um pouco prejudicada no nosso roteiro. Ficaríamos duas noites na cidade, mas acabamos ficando uma só: é que Leonardo não estava nada bem de saúde e acabamos tendo que ficar no destino anterior mais uma noite. Ele chegou à Aracaju ainda meio fraco, então no primeiro dia ele ficou descansando no hotel e eu fui de Uber conhecer a Orla de Atalaia.

Orla de Atalaia

O cartão postal mais famoso de Aracaju não pode faltar no roteiro de nenhum turista. Uma foto em frente aos famosos arcos com o escrito “Eu amo Aracaju” é um registro importante da viagem. (Veja a foto que abre este post).

O calçadão é lindo, super bem conservado e cheio de atrativos. É neste mesmo calçadão que estão os dois próximos pontos que vou citar a seguir: fui a todos eles a pé. Então proteja-se do sol, coloque um tênis e aproveite a orla!

Orla limpa e bem conservada
Muitas áreas para os pequenos brincarem: tudo muito bem cuidado

Passarela do Caraguejo

O grande símbolo da cidade está muito bem representado em uma escultura de 2m30 de altura e 7m de largura de autoria do artista sergipano Ary Marques Tavares.

Esta região é bem famosa e procurada pelos turistas por concentrar importantes restaurantes, com ótimas opções para provar a famosa iguaria: o caranguejo, claro.

Como eu estava sozinha e Leonardo estava no hotel, se recuperando, fui conhecer a escultura, pedi a um casal de turistas simpáticos que fizessem uma foto minha e voltei logo para o hotel.

Olá! 🙂

Oceanário de Aracaju

Antes de finalizar meu passeio pela Orla de Atalaia na Passarela do Caranguejo, fiz uma rápida visita ao Oceanário de Aracaju, o primeiro oceanário do Nordeste e o quinto do Brasil.

Localizado à beira mar, o espaço tem cerca de 70 espécies diferentes, todas nativas de Sergipe expostas em 18 aquários (cinco de água doce e 13 de água salgada). Logo na entrada, fica o maior deles, o grande aquário oceânico, com 150 mil litros, abrigando cerca de 30 espécies, incluindo arraias, tubarões, moréias, xaréus, caranhas, vermelhos e meros. (Fonte: Site do Projeto Tamar).

Uma escultura gigante saúda os visitantes, logo na entrada

Tem também tanques com grandes tartarugas marinhas e os temidos tubarões, em geral os mais procurados pelas crianças. É impressionante o tamanho deles! (de todos!)

Tartaruga GIGANTE: a gente vê bem de pertinho
Filhotes de tartaruga <3

O ingresso custa R$ 24,00 a inteira e R$ 12,00 a meia entrada para estudantes, crianças e idosos.

Mercado Municipal Antônio Franco

No dia seguinte, após o café da manhã, com Leonardo já recuperado e nós de partida da cidade, visitamos o Mercado Municipal.

O Mercado é na verdade composto por 03 espaços (mercados) interligados e lá a gente consegue ver uma variedade muito grande de produtos da região. De comida a artesanato, tem de um tudo. Eu fui atrás das castanhas, claro, e não me decepcionei. Além de deliciosas são incrivelmente mais baratas do que compramos aqui em BH. Trouxe um monte pra casa. 🙂

Cerâmicas e artesanatos variados
Leonardo comprando nossas castanhas 🙂

Museu da Gente Sergipana

Nosso último passeio antes de deixar Aracaju foi o Museu da Gente Sergipana. Eu sou apaixonada com Museus e especialmente com aqueles que contam da cultura local – considero-os uma forma importante da gente apreender um pouco o lugar que estamos visitando.

A proposta do museu é contar a história do povo sergipano através de instalações interativas. A entrada é gratuita.

Instalação simulando uma típica venda Sergipana: podemos interagir com o feriante e inclusive negociar os preços diretamente com ele
Instalação que simula um jogo da memória com artigos que representam o Estado

Tem um café bem gostosinho que serve almoço e foi lá que almoçamos antes de deixar a simpática capital sergipana.

Visite Aracaju e se encante!

Como vocês podem ver, mesmo ficando uma única noite em Aracaju deu pra ver e fazer bastante coisa. Queria ter visitado algumas praias e ter aproveitado mais da gastronomia local, mas esta parte teve que ficar pra próxima.

Eu gostei MUITO de Aracaju. Uma capital pequena, bonita, organizada e barata para turistar. Voltaria facilmente e recomendo muito!

Agora que você já sabe o que ver e fazer em Aracaju, que tal programar já a sua visita?

Aracaju <3

Leia também:

O que fazer em Maceió

Salve no Pinterest e consulte sempre que quiser

Compartilhe:

Vanessa Barreto

Psicóloga por profissão, viajante por paixão. Acredito na força dos encontros, na potência das palavras e na beleza das pequenas coisas. Viajar é um modo de existir e de se reinventar e por quê não dizer terapêutico também?

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *